quinta-feira, 31 de março de 2011

Licorzinho de anistia


Comprovando sua reconhecida generosidade, o Feiômeno deu pro Impegador. E agora, AAdriano, de posse da sua valiosa Certidão de Anistia, está devidamente anestesiado.

Não é ioiô, mas vive subindo e descendo



ATENÇÃO: brincadeirinha, porque o garoto tem muito futuro.

Sem gozação



quarta-feira, 30 de março de 2011

Calúnia do Rúbio Negrão - Welingtólogo PhD

Eu quis, mas, pensando bem, se não presta pra Internazionale, pro Roma, Cruzeiro, Vasco, São Paulo, Palmeiras e pro próprio Corinthians, não pode prestar pro Mengão.

Posso analisar o “Caso Adriano” com absoluto conhecimento de causa, porque garanto que a minha rotina é infinitamente mais desbragada do que a do jogador mais desvairado, Adrianesco ou não. Mas, apesar dos meus excessos, procuro sempre bater o meu ponto aqui no blog, postar a minha caluniazinha no dia certo, na minha horinha tradicional, etc.

O ambiente tenso entre torcida, dirigentes e treinador do Flamengo prova que Adriano se tornou um atleta, ou melhor, um boleiro capaz de causar problemas a um clube mesmo quando não está jogando nele. Quando o Imperador está livre no mercado, fato cada vez mais comum em anos recentes, os dirigentes do Flamengo começam a analisar: “O que vai causar mais confusão por aqui: contratar ou não contratar esse cara?”

Agora, o cara em questão terá sua última e derradeira chance de jogar profissionalmente num time grande. Ou vai ou racha. Mesmo os corintianos que aprovaram a sua contratação estão pra lá de ressabiados. Pra mim, vai terminar como reserva do veterano e sempre sequinho Liedson.

Fato absolutamente normal, pois Adriano não consegue mais jogar aquele futebol esplendoroso que o consagrou. Nas condições atuais, o que vai fazer é um “feijão com arroz” bem temperadinho, com um ovo frito por cima, farofa, três caipirinhas, quatro brejas, duas doses duplas de um 12 anos, e depois um licorzinho de anis pra rebater. E olhe lá!

Eu acho que o Flamengo tem mais é que se preocupar em prorrogar o contrato do Thiago Neves, que termina no fim do ano. Encaixou no time e, mais importante, no elenco como uma luva! Mas não preciso ficar repetindo aqui as qualidades do rapaz para justificar a minha sugestão.

E outra: apesar de Adriano ser um ídolo rubro-negro, com lugar marcado na história do Clube pela sua importante participação na conquista do hexa, lamento muuuuuuuuuuuuuito, mas muuuuuuuuuuuuuito mais não termos trazido o Montillo, do que termos desprezado o que sobrou daquele Adriano que um dia conhecemos. Montillo, TN7 e R10 seriam imparáveis (pena que aparentemente também impagáveis).

Agora, sem mais prolegômenos (não se envergonhe: também não sei bem o que é, mas acho que já comi uma vez no Porcão), vamos ao Duplex Toc Zen.


Duplex Toc Zen

1 - Globo.com: “Adriano vai jogar no Corinthians. O atacante aceitou o contrato oferecido pelo Timão e disse sim para defender o Alvinegro até o fim de 2012”: Em nome de uma informação mais acurada, esclareço: “até o fim de 2012” dá, mais ou menos, uns 10 jogos.

2 - Ronabo danado: O Feiomêno, nas horas vagas o homem mais carismático do mundo, só levou o Impegador para o Corinthians para que ninguém dissesse que deixou de preencher uma única lacuna sua.


3 - A gente sabe que situação no Oriente Médio tá braba quando...: ...o Caio Jr. prefere vir treinar o Botafogo a ter de ficar por lá.

4 - Rogério Cênico: Dos 100 gols, gostaria de saber quantos foram de pênalti e quantos de falta. Tá me cheirando a um 80/20, e isso o Lomba também faz.

5 - Globo.com: “Freio no xodó: Luxa coloca Negueba de novo nos juniores”: “Gracias, profesor Luxemburgo.” – Arévalo Ríos.

6 - Por falar em juniores: O Negueba voltou pra base, mas quem deveria ter voltado é o Welington. Pena que tenha estourado a idade.

7 - Rodrigo Alvim: Gostei por ter tido uma chance. Ficou meses mais encostado do que eu, mas se portou dignamente, fechado com o grupo, sem tumultuar o ambiente. Tinha que ter entrado na zaga só pra ter a chance de demonstrar o porquê de o lendário Mozer ter elogiado tanto a sua passagem por Portugal.

8 - Sincretismo moreno: Já que o Flamengo está virando um terreiro, ou um CT de macumba, melhor seria contratar logo o Pai Joel.

9 - Álcool, amor e paixão: O AAdriano queria tanto vir pro Mengão porque sabia que era o único time cuja torcida ainda seria capaz de motivá-lo a continuar jogando futebol.


51 - Uma dose a mais: O Adriano em forma, focado e com os salários rigorosamente em dia é um dos melhores atacantes do mundo. Só que aos 29 anos, rico, gordo, triste e cada vez mais mal-assessorado, isso não vai rolar.

11 - Suplente de Joel: Em 2008, Caio Jr. substituiu Joel no Flamengo. Agora, em 2011, substituiu Joel no Putfire. Ou seja, nem treinador do tipo titular ele é. Pra ser o reserva oficial do Joel não seria melhor trabalhar logo como seu auxiliar?

12 - Calúnia!: “Será que o RNT está trabalhando?” - bcb. Eis que entro no Echo pra ver o que está rolando, e me deparo com uma acusação pesada e totalmente leviana, sem qualquer embasamento! bcb, só acuse outrem quando tiver provas que corroborem seus argumentos, caso contrário acabará levando um belo dum processo! Se espelhe no Ricardo Ferreira, que procurou ver o lado bom das pessoas ao dizer: “Fiquei sabendo que o Trolhoso está na Chatuba, hoje a turma toda está lá: Adriano, V. Love, e as Mulheres-Salada-de-Fruta...” (Aviso aos difamadores de plantão: a minha participação como calunista do blog não é tecnicamente considerada trabalho uma vez que não é remunerada.) 

13 - Diretamente da Coluna do Hermínio Correa: “Os gritos únicos, que amedrontavam os adversários, se transformaram em “mamonas” e “poropopós” e não tarda surgirá mais uma cópia qualquer de um outro modismo que lhe convenha. Pior: Antes responsável por incendiar o time em campo principalmente nos momentos de dificuldade, hoje é uma torcida fria, passiva.” Penso da mesma forma. A única coisa que as musiquetas toscas que hoje cantam nas populares inflamam são as laringes dos torcedores que tem que cantá-las pra puxar o saco de alguns capos das organizadas. Fui educado na base de 90 minutos de “Meeeeeeeeengoooooooo!”, com 15 minutos de descanso pra molhar a garganta. Isso tudo sem falar que o Hermínio ainda descobriu um novo talento, porque esse tal de Nelson Rodrigues escreve que é uma beleza! É isso aí! Tem que botar essa garotada pra postar!

14 - Ingratidão: A UNIMED gasta os tubos pra levar o Conca, Emerson, Deco, Diego Cavalieri, Belletti, Marquinho, Júlio César e Rodriguinho pro FluminenC, e aí vai o Unifred no Giro Esportivo da Tupi de ontem à noite mandar um “O Santos tem o melhor elenco do Brasil”... Ora, faça-me o favor! Como diria o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, “Respeita os doentes!”.

E nada mais faço.

O poderoso Esqueleto



terça-feira, 29 de março de 2011

domingo, 27 de março de 2011

Ri agora!

Atlético-PR: Renan Rocha; Wagner Diniz, Manoel (Gabriel), Dalton e Paulinho; Alê, Robston (Kleberson), Madson e Paulo Baier; Guerrón (Adaílton) e Lucas


O Kleberson está na reserva do Furacão, ou é impressão minha?

O Havaí é logo ali



Recordar não ofende


sábado, 26 de março de 2011

Dois pesos, duas medidas

Quando o Feiômeno foi para o Corinthians em 2008, mantive até o fim a esperança de que o caso desse uma reviravolta, justamente por se tratar do Ronabo.


Mas sei que não há volta nem reviravolta para a ida do Impegador para o cooirmão paulista, porque o papo do Adriano é reto.

Série Mitos do Futebol

Adriano vai derrubar o mito "não tem favela em São Paulo".

quinta-feira, 24 de março de 2011

É vendaval

Atualmente, contratar o Adriano é como ganhar uma bolada sozinho na loteria: tanto pode ser uma bênção, como também uma maldição.

Pra tudo tem jeito nesta vida



quarta-feira, 23 de março de 2011

Calúnia do Rúbio Negrão

Heinze que há Díaz ando Bolatti com esse tal de Bottinelli... Milito direto no futebol, e sei que já Tévez muitos argentinos no Flamengo. Alguns jogaram Redondo, outros botaram Saviola no saco e vazaram. Era tudo Peralta.

Mas quem uZanetti sabe que há por aí um Montillo de coohermanos Concategoria. O Internacional, por exemplo, Maxivaloriza os caras porque eles conseguem jogar no Agüero do Beira-Rio, tanto no inverno como no Verón.

Só que Gago e ando pra eles, pois não posso me dar ao Lucho de esperar! Serei Franco: ninguém aqui é Burrito, nem tem cara de Palacio! A torcida, Insúa grande sabedoria, quer o preto no Blanco, e não é Clemente com aquele pereba que arranCarrizo. A galera não é Di María vai com as outras. Na Battaglia do futebol, os embromadores vão rapidinho pro fundo do Pozo.

Então, sugiro que o Pollo coMessi logo a jogar bem no Campeão de Terra Aimar, Garay!

Buonanotte.


Duplex Toc Zen

1 - Matando a cobra sem mostrar o pau: Tem um jogador no Rio de Janeiro que todo mundo vivia dizendo que era bicha. Gente, sem meias palavras. O cara é apenas bichado. (Não digo o nome do atleta porque o Barney me pediu pra guardar segredo.)

2 - “O Cruzeiro tá demais!!!” - Paulo Cezar: Concordo plenamente. Não fosse o Cuca no banco, iria ganhar tudo este ano.

3 - Vascão: O nosso cooirmão tá subindo de produção. Não fosse o Ricardo Gomes no banco, sei não...

4 - O que é a democracia...: Atualmente, a torcida rubro-negra está dividida em dois campos: os “Adrianófobos” e os “Adrianófilos”. Eu bem que queria o AAdriano na Gávea, mamado e tudo, mas temo que nada de bom possa sair de um cara que já mandou um “O presidente ainda sou eu”.


5 - Sobre o R10: “Não quero dribles espetaculares. Quero gol.”  – Artur_SC. Verdade. Se quiséssemos firulas, melhor teria sido contratar o Denílson. A beleza do lance é consequência do mesmo, não a causa. Zico jogava bonito sem dar na bola nem meio toque a mais que o necessário.

6 - “Tem até rato no vestiário” – Muricy Ramalho: Foi a forma elegante que ele encontrou pra dizer que no elenco do Fluminense não tem gatos. Profissionalmente falando, creio eu.

7 - “Mercenário, tudo bem. Agora, rato eu não admito!” – Sheik: Se o Muricy tivesse usado o nome científico Rattus rattus, todo esse desagradável mal-entendido teria sido evitado.

8 - Politicamente correto: Respeitando a crise tricolor, e emulando o exemplo do Muricy, acredito que seja mais elegante parar de dizer que o elenco do FluminenC, perdão, Fluminense está “cheio de jogador bichado que vive no departamento médico”. O mais correto seria dizer: “Assim como os há para aspirantes e juniores, se houvesse um campeonato exclusivamente para jogadores machucados, o Fluminense seria imbatível.”

9 - Homenagens: A exemplo do que fiz com o número 10 do Toc Zen em homenagem ao Zico, estou pensando seriamente em aposentar também o número 43 em homenagem ao Pet. Por mais difícil que pareça eu atingir esse item, é bom deixar avisado para que jamais pensem que eu também aposentei o 80 em homenagem ao Maicon Gaúcho ou o 99 em homenagem ao Deivid.


22 - Adriano Leite Ribeiro: Agora imaginem se a fera se chamasse Adriano Leite de Onça?

11 - As aparências enganam: Com tanta gente boa de bola no Flamengo, é bem possível que, ao chegar ao Brasil, o Imperador estivesse certo de que seria uma grande moleza jogar no seu time de coração. Agora ele já deve ter percebido que será bem difícil jogar em qualquer lugar.

12 - Cinéfilos: E para quem curte uma boa comédia, pra ser assistida com muita descontração, sugiro Fluminense-CÊ x América-MEX daqui a pouco no Bad Sports (canal 98). 

E nada mais faço.

Lei de Muricy: cada um trata de si

JSPORTS: "Eu saí por uma coisa apenas: porque não tem nenhuma condição de trabalhar. Porque me prometeram que a estrutura ia melhorar, o ano mudou e nada mudou. Não melhorou nada. Não tem equipamento, os jogadores se machucam, tem até rato no vestiário”

Dessa vez, os primeiros a abandonar o barco não foram os ratos.


Mas tinha que ter sido logo o capitão?

sábado, 19 de março de 2011

Documento histórico



Alerta ao Jurídico


Acabamos de assistir ao gol do Wonderley contra o Nova Iguaçu, pelo Cariocão.

Repetindo: Nova Iguaçu, Cariocão.

Sendo assim, caso o Flamengo venha a disputar uma final de Libertadores ou Mundial em breve, sugiro veementemente ao nosso departamento jurídico que faça com que a família do rapaz assine um termo de responsabilidade.

Só pro caso de ele fazer um gol.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Ao motorista, somente o indispensável




Carnaval eterno

UOL ESPORTE: "Após ter o seu contrato até 2013 com a Roma rescindido, o Imperador já recebeu sinais de vários clubes brasileiros de que a sua contratação não é estudada. Flamengo, Santos, Atlético-MG e Corinthians, por exemplo, já se manifestarem e dizem não ter interesse no atacante."


Tá lá no dicionário: "Imperador: soberano ou monarca supremo de um império."

"Império: Estado poderoso e/ou muito vasto."

Tá na cara que de império os domínios do Adriano já não têm nada.

Atualmente, ele tá mais pra simples rei mesmo, e ainda por cima momo.

Menos mal que Adriano é um eterno otimista, para quem o copo tá sempre cheio.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Calúnia do Rúbio Negrão

Após o termo “AAdriano” ter sido magistralmente cunhado pelo Arthur Muhlenberg, deveriam ter sido decretadas férias coletivas para todos os colunistas do futebol brasileiro, ou, no mínimo, um ponto facultativo hoje, quarta-feira.

Mas como o ser humano acha que é, por natureza, um ser produtivo, eis-me aqui embromando descaradamente em mais uma Calúnia.

É “bonde do Mengão sem freio” pra cá, é “bonde do Mengão sem freio” pra lá, mas, ironicamente, do que o time carece mesmo no ataque é de um bonde sem freio, no melhor estilo Nunes e Adriano, sendo que este último pode até não estar sóbrio, mas ainda está disponível.

Só que da mesma forma que o nome “Bruno” gera pavor entre mães solteiras, a denominação “Adriano” provoca o mais profundo terror em alguns círculos rubro-negros. Mas respeito os temores alheios. Se a Regina Duarte teve medo do Lula, que jamais dirigiu bêbedo enquanto presidente, qualquer um tem direito a ter medo do Adriano pegando o bonde andando e sem freio.

Confesso que tamanha resistência ao Imperador me faz pensar se estamos falando mesmo do Didico ou do Pipico. Sim, porque o Luxa não o quer nem da graça. Já o Flamengo só o quer se for de graça. Eu, particularmente, prefiro o Imperador na Gávea, independente do regime de governo que lá impere (ou emperre). Não quero o AAdriano disputando o Brasileirão por outro time. Imaginem se o Bahia, o Avaí ou o Figueirense o contratam? Pior ainda se o contratante for um dos nossos maiores rivais cariocas, o Resende ou o Boavista!

Mas não me arrogo a palavra final nesta questão. Só quem já teve um Opalão 6 cilindros consegue entender a problemática adrianática. A bela carroceria e o potente motor cobravam seu preço quando se encostava num posto de gasolina...

Feito o desabafo, tenho uma bomba a soltar, e até revelo a fonte da mesma: a minha sempre precisa lógica cristalina. Anotem aí: AAdriano vai voltar sim, e isso já era sabido desde o início do ano! Como descobri? Simples. O Luxa vem escalando o time sem atacante fixo justamente para preparar a equipe para quando já não estiver podendo contar com o Imperador!


Duplex Toc Zen

1 - Roteiro do futebol brasileiro: Entra ano, sai ano, lá vem Adriano!

2 - Na pilha Muhlenberguiana: "AAdriano"? Não vou conseguir igualar, mas também quero brincar: "A51" (dispensa comentários), "A+driano" (o cara "sangue bom"), AdriaNO e "AR-15" (Adriano Ribeiro, número 15, mas isso só se o DM ceder sua camisa).

3 - AAdriano no Corinthians: Duvido, e muito. Como o Imperador poderia telefonar para os amigos se jogasse no “time da Marginal sem número”?

4 - Tipo assim, a Rainha da Inglaterra: O Adriano avisou que ainda era o “presidente”? Por mim tudo bem, contanto que o regime mude para o parlamentarismo.

5 - Saberemos em breve: Quando o Ronaldinho chegou ao Flamengo, pairavam dúvidas se seria o R10 do Barcelona ou o R80 do Milan. Quanto ao Imperador, há dúvidas se será o A10 da Internazionale ou o AR-15 da Chatuba.

6 - Resumindo: Acho que finalmente entendi a preocupação da galera. O medo geral é que, com a vinda do A51, o Mengão de LM, TN7, R10, B18, N19, DM, W33 e RNT0 se transforme de Flamengo All-Stars em Flamengo Star Wars.

7 - Falando no Bottinelli...: “No sé su fútbol, pero tengo una gran envidia de su nariz” – Maradona.

8 - Por favor, me iluminem: O Egídio tem jogado tão mal assim? O cara tá marcando direitinho, sabe driblar, tem disposição, apoia e cruza com certa precisão, usa um corte de cabelo correto, sem contar que está jogando melhor do que jogou Juan no ano passado. Entendo que ele não seja o nome para titular da posição, mas o rapaz melhorou muito desde o início do ano. Está mais solto e, ao mesmo tempo, seguro. Não acho essa baranga toda, e olha que eu vi o Capacete jogar...


9 - Carência, inclusive afetiva: O futebol brasileiro carece de bons centroavantes que sabiam (e gostem de) jogar de costas para os zagueiros, principalmente se os zagueiros forem gigantes másculos empapados de suor. A despedida do Ronabo deixou uma grande lacuna no esporte bretão pátrio.

7 (2a edição) - Justiça seja feita: Nestes tempos bicudos de muito mimimi e chororô, honra ao mérito ao Thiago Neves, que nunca reclama das marcações do árbitro, das faltas dos adversários, das intempéries da partida. Não sei se age assim para se assegurar de que jamais jogará no Bootafogo, mas eu não esperava ter tamanha empatia com o cara, nem nunca nem tão cedo. Estou me tornando um fã, pela habilidade, objetividade, seriedade, força física, isso sem falar que é um fofo, com um sorriso muito sapeca, profissionalmente falando. Lu, falei groselha?

11 - Mr. Trocadilho Infame man: Na ânsia de aparecer, o TJD-RJ resolveu denunciar o R10. Mas, de tão astutos, os jurisconsultos não percebem que estão apenas dando cartaz ao goleiro do FluminenC. Menos mal que daqui a pouco o Diego Cavalieri volta, e o Ricardo Hiberna.

12 - Quem nunca passou por isto?: Boa noite, senhores leitores da Calúnia do Trolhoso. Desculpe atrapalhar a navegação de vocês, mas eu podia estar por aí matando, roubando, estrupando ou torcendo pelo Botafogo, mas estou aqui trabalhando honestamente e com dinguinidade para levar o internauta para a minha página. Eu tenho um blog no endereço www.rubronegroroxo.blogspot.com e peço aos senhores a gentileza de divulgá-lo para amigos flamenguistas e para os inimigos arcoirados. Porque pior do que trabalhar é trabalhar à toa. Muito boa noite e bom jogo a todos.

Agora dei pra fazer isso.

Tempos modernos



terça-feira, 15 de março de 2011

BBC (duas Séries B, e uma C)



Fla x Flu fact

No Fla x Flu de domingo o Gum fez jus ao nome: grudou feito um chiclete no R10.

Só que esse chicle aí não é "de bola".

segunda-feira, 14 de março de 2011

Onde está Wally?

Por acaso alguém viu o AAdriano na esbórnia nesse carnaval?

Por que todos os jogadores podem sambar, pular e brincar, enquanto o Imperador continua sendo discriminado?

E não vale responder que "no treino do dia seguinte tava todo mundo lá, na hora certa", porque estava todo mundo PODRE, no maior bagaço!

EU ACREDITO QUE AADRIANO ESTÁ COMPLETAMENTE DEGENERADO, DIGO, REGENERADO!

E Papai Noel: ainda tô no aguardo daquela Super ténéré 750 que eu pedi em dezembro, valeu?

Valorizando o produto nacional

O jogo de ontem me deixou com uma certeza: 11 por 11, o Pipico do Bangu é melhor que o Pipico do Flu.

domingo, 13 de março de 2011

Dois homens, dois destinos

Era uma vez um jogador chamado Ronaldinho.


Rodou o mundo, jogou em grandes times, engordou olhos alheios e a si mesmo, para no fim da carreira conseguir ser promovido a Ronaldo.


Mas houve outro Ronaldinho, que também rodou o mundo, jogou em grandes times, mas no fim da carreira fez a opção da sua vida: jogar no maior deles.


O que lhe valerá a promoção para Ronaldíssimo.

Questão legal

Se eu escrever o que eu estou pensando, levo um processo. É isso?

sexta-feira, 11 de março de 2011

Sinal dos tempos

Antigamente, apelido de jogador era Tromba, Chulapa, Cavalo.


Hoje, é Pipico.


Será influência do buraco na camada de ôzonio?

Garantido

Com a ótima atuação contra o Bangu, o Egídio certamente ganhou a vaga na lateral.

Ah, é. Já era dele mesmo.

quinta-feira, 10 de março de 2011

Atualização crítica



Tô sabendo...

GLOBO.COM: "CBF volta atrás e reconhece o Flamengo como campeão em 1987

Reunião entre Patrícia Amorim e Ricardo Teixeira nesta segunda encerra polêmica. Título é dividido com o Sport"


Encerrou a polêmica nada! Agora ninguém sabe se o Sport é ex-campeão ou cocampeão!

quarta-feira, 9 de março de 2011

Calúnia do Rúbio Negrão

O carnaval foi inventado por alguém que queria oficializar três dias para encher a cara e coçar o saco. Aí, como  estava ficando monótono, alguém deu a idéia genial: “Bota um samba aí!”

Quarta-feira de cinzas, digitando completamente zonzo, dei por falta de várias teclas. Foi quando percebi que estava batucando no meu celular estilo “sapatão” de 1994 (que ainda uso, e funciona direitinho). Na verdade, se o celular não fosse tão maior do que o teclado eu jamais teria percebido o engano.

Peço aos leitores que não reparem em eventuais erros de orthographia nesta Calúnia, pois em virtude do feriadão ela foi escrita rapidamente durante as minhas 24 horas vagas. 

Também espero que ninguém me chame de chinelinho, porque se chinelinho fosse teria simplesmente deixado aqui o link www.netvasco.com.br/forum, sem ter que me preocupar em bolar nada pretensamente engraçado.

Mas indo indireto ao assunto, torço para que, após os dias de intensa folia, os nossos atletas ainda possam ser chamados de atletas, ou pelo menos de bípedes. Isso porque antes mesmo da intensa folia, o DM já deu uma pisada na bola. Vai ver foi o convívio com o Neymar na seleção. DM, meu garoto, fica esperto! Todo mundo passa a mão na cabeça do santista (ou pelo menos nos locais onde o cabelo permite), mas na tua ninguém vai passar!

Daí a minha preocupação, porque amanhã já temos novo compromisso contra um oponente aparentemente fácil de ser vencido, mas que de forma alguma deve ser desprezado. Basta notar que, para o Vasco, o Bangu seria um adversário quase imbatível.

Mas o Duque de Caxias já vai dar pro gasto.

Duplex Toc Zen

1 - “Fla oferece taça especial ao São Paulo em troca por ‘Bolinhas’” – Folha.com: É. Vai se chamar “Taça da Vergonha”.

2 - “Ninguem vai protestar pq perdemos o diego souza pro vasco?” – J. Mario: Como diria o senhor Miyagi do Karatê Kid, “Mesmo quando pelde, ganha.”

3 - “Como tá fácil arrumar emprego na imprensa... PRIMEIRO AS CAGADAS DA MEDIDA CAUTELAR DO IXPÓRTI E AGORA ESSA ....” – Carlos Edu 74: É a humanidade evoluindo. Antes havia a figura do “adevogado” de porta de xadrez. Agora tem a do “adevogado” de porta de redação.

4 - “Tóquio” ou “Tokio?”: “Assim como as espécies de seres vivos, a língua também, de certo modo, pode ser considerada uma entidade viva. E, sendo viva, ela também se modifica, sofre mudanças e adaptações... Uma língua poderá sofrer modificações pelos falantes a fim de que possa ser útil ao ponto de um falante nativo conseguir se comunicar e expressar o que bem entender através dela.” - Gabriel de Ávila Othero (Especialista em Estruturas da Língua Portuguesa). Então, colegas. Como a língua é viva, e se modifica pelo uso, somos praticamente 40 milhões de falantes do português. Ou seja, cabe a nós consagrarmos o uso do vocábulo “Tokio”. E “Çoiza”.


5 - A + B = A torcida vascaína pode ficar tranquila quanto ao papelão que a equipe vem fazendo no Cariocão. É que o Vasco tem jogado com o time B. Quando contratar o time A vai ficar estreito!


6 - Vanguarda: Aí o Vascão, sempre na dianteira da carroça, digo, da evolução do futebol brasileiro, já inspirou uma nova terminologia para designar a colocação de uma equipe na tabela. Após o G1, G4 e Z4, eis que temos o P0: zero ponto.

7 - Ainda 87: Divisão do título? Ué? Mas já não está dividido? O Flamengo campeão do Módulo Verde e o Sport, do Módulo Amarelo.

8 - Quem avisa, amigo é: Caso o FluminenC também esteja pensando em colocar na camisa um patch comemorativo ao seu inesquecível (para nós) título da Série C, conquistado no Estádio dos Aflitos (e bota aflitos nisso!), contra o Náutico, já vou avisando:  não me inventem de colocar “Arrecifes”! E outra: “Recife” é com “i”!


9 - Clássico x popular: O Alex cisma em comparar o Arthur Muhlemberg ao Benito di Paula, como se alguém chamado “Arthur Muhlemberg” não soubesse tocar um piano muito, mas muito melhor do que o amigo do Charlie Brown.

51 - “Diego Maurício: engarrafamento causou atraso” - Globo.com: Na verdade, o que atrasou o rapaz foi o desengarrafamento. Pô, cês pensam que dá pra desengarrafar um 12 anos assim, rapidinho?

11 - A preposição ou o pronome?: “@fazevedoespn: Sigo afirmando: Adriano está a caminho do Fla!! Questão de tempo. Aguardem!!! Eu gosto cada vez menos dessa história...” – Max. Depende, Max. Adriano “a” caminho do Flamengo tudo bem. O problema é Adriano “no” caminho do Flamengo.

12 - Agora falando sério: Sou favorável à volta do Adriano, porque desta vez ele será devidamente enquadrado pelo R10, a atual estrela da companhia, e pelo grupo, que me parece fechado com o sucesso em 2011. Em 2009, o Imperador sabia que era o dono da cocada preta, o melhor do time, o cara. O Rafael Mengão disse certo: “A situação do Flamengo hoje é bem diferente de 2009/2010... O Flamengo era quase refém dele na época... Hoje está MUITO LONGE disso.” Hoje o Adriano sabe que não passa de um jogador marginalizado. Isso sem falar que TN7, R10 e A51 formariam uma frente digna de seleção brasileira.

13 - Homenagem: Agora que o R10 está começando a atingir o seu ápice, feliz e motivado como um junior antes de furar as suas orelhas, cabe uma sincera homenagem àquele que bancou, tornando possível a vinda do ídolo para a Gávea: muito obrigado, Claudio Perrout, o homem que quase deu credibilidade ao Twitter.

E nada mais consegui fazer. Pregadaço.